sábado, setembro 22

Todas as palavras são como um véu.

Eu direi sempre amor
e tu simplesmente ouvirás
outra qualquer coisa.

Eu direi sempre por amor
mesmo que as palavras proferidas
sejam verdes e roucas sem paixão.

E toda a palavra,
será por certo pouca,
quando eu falar de amor,
através da minha boca,
aos teus sentidos.

Gar (SPA)

6 comentários:

Caracolinha disse...

Xiça que a miúda hoje deu-lhe forte heim ????

Olha c'a porra heim ...

Nada de anónimos ... nada d efrases p'a copiar ...

Tá mal pá ... já não se pode contar com ninguém é o que é ...

;)

Adeus minha rolinha arrolhadora !!!!

Minha Florbela Espanca da moluscolândia ... :)

Galarote disse...

Minha catatua de crista amarela,

emocionado por dedicar-me esta ode...

Sem palavras o nosso fim de semana em meu ninho de amor.

Consigo tatuado em meu coração,

Galarote

AMMM disse...

ai ai ai ...
o amor é lindo ...

BJ DE MIM Para ti !

Special K disse...

Sim senhor, não conhecia esta tua veia poética. Gosto muito de poesia e adorei este. Viva o amor!
Beijinhos

Pipinha disse...

"Todas as palavras são como um véu..." ...tanto quanto todos os silêncios que as antecedem e/ou sucedem, nos podem desvelar.

Anónimo disse...

Meu querido Galarote:
A nossa querida amiga dedicou-NOS esta ode!
Quando é que me ofereces o anel?
Sempre quis que me oferecessem um com diamantes... deixo-te esta dica.
Estou a começar a ficar impaciente.
Ontem fui fazer a última prova. Não vou de branco, pois já tenho alguma "experiência". Gostas de pérola?
A menina das alianças será a caracoleta.
Já reservei o copo de água numa quinta em sintra (não te preocupes, o meu pai paga tudo).
A nossa amiga Gar ficará em destaque na nossa mesa e será a líder do coro da Igreja.
Já dei a entrada para um T0 lá para os lados do Cacém... as horas de ponta no IC19 são um tanto difíceis mas o chão do hall era em mármore e não consegui resistir. Acho que seremos muito felizes no Cacém!
A lua-de-mel pode ser em Torremolinos, pois já estou farta de Monte Gordo.
Já nos estou a ver aos domingos de manhã no Continente a fazer as "compras do mês", incluindo os ingredientes para os almoços semanais com os teus queridos sogros.
Aguardo notícias com alguma ansiedade,
Sempre tua,
Misteriosa Pombinha Suburbana