sexta-feira, julho 8

Reflexões de uma Rita ao Entardecer II

Sentadas no banco do jardim da praceta, olhavam através de uns binóculos esquecidos no tempo, as folhas da amoreira gigante, sempre com esperança de encontrar algo diferente.
Inevitavelmente chegava a altura que Cátia não se continha e abraçava Ju.

- Gosto tanto tanto de ti – dizia apertando a mais nova.
- ‘Tás a prender-me! Assim não vejo nada…
- Dá-me um beijo.
- Nãoooo.
- Tu não gostas de mim?
- Gosto.
- Então dá-me um beijo na boca.
- Não dou!
- Porquê?
- Porque não chego aí…
A mais alta escorregava pelo banco e indiferentes aos meninos que brincavam na rua beijavam-se ao de leve esticando os lábios.
- Eu gosto de ti…
- Eu também gosto…
Davam as mãos e subiam a rua a chilrear como pardais.

- Queres casar comigo?
- Quando? Agora???
- Quando formos grandes. Casávamos e íamos viver para a casa do meu pai.
- Humm não sei se posso…
- Atão?
- Sabes eu quero ser cientista. Não sei se vou ter tempo para casar e ter filhos… essas coisas…
- Oh! Casamos na mesma… tu depois és cientista e eu fico em casa à tua espera.
- Assim tá bem. Pode ser…


- Ó mãe, a Cátia disse que quer casar comigo quando for grande.
A mãe explicou que as meninas não se casam. As meninas casam com os meninos e depois mandam vir os bebés. De onde? De uma terra bem longe. E não casam porquê? Não quero que passes as tardes na casa da Cátia. Então? Brinco com quem? Já te disse! Não quero e acabou-se a conversa.

- A minha mãe disse que não podia casar contigo.
Olhos rasos de água, afastou com a mão os cabelos negros do rosto.
- Mas eu quero… - balbuciou com voz de choro.
- Eu também não sei se quero casar contigo. Tu tens 11 anos e eu ainda não tenho 9.
- Dá-me os binóculos!
Com um gesto brusco tirou a fita dos binóculos pela cabeça e entregou-os como se queimassem as mãos.

Cresceram afastadas. Miravam-se sempre nos olhos no subir e descer da rua.
Cátia seguiu as pisadas dos irmãos mais velhos. Envelheceu rápido no meio das drogas, sexo e rock da pesada. Ju nunca mais viu o mundo com os binóculos esquecidos do tempo.

4 comentários:

anaisnin disse...

Mimo!

7 disse...

mimo???

ai a cumbersa!

olha que os 20 anos passam a 30!

Alexandra Alpha disse...

Óptimo! Isso já é uma vida ;)

7 disse...

Nao tenho tanta vida assim... lool