sábado, junho 25

o que o amor não faz esquece à paixão

Pensei, pensei... pensei. Tenha uma dúzia de coisas estúpidas que fiz na vida. Eu me confesso:

1 - Apaixonei-me;
2 - Apaixonei-me;
3 - Apaixonei-me;
4 - Apaixonei-me;
5 - Apaixonei-me;
6 - Apaixonei-me;
7 - Apaixonei-me;
8 - Apaixonei-me;
9 - Apaixonei-me;
10 - Apaixonei-me;
11 - Apaixonei-me;
12 - Apaixonei-me;

13- Apaixonei-me.

Contei melhor...

Vale a pena parar por aqui? Pergunto...

[post a respeitante a uma nossa ouvinte...]

2 comentários:

zibl disse...

pode bem valer a pena parar se for DENTRO de um dos períodos de paixão.
FORA de um período desses, é triste parar... entre o 10 e o 11... ou entre o 12 e o 13... era tristito, não?

a propósito, a 7ª coisa estúpida que dizes (posso tratar-te por tu?) que fizeste, terá sido apaixonares-te por ti própria, 7??

7 disse...

nãn senhora! (podes sim tratar por tu). Amo-me é muito! Se não me amar não posso amar realmente nunguém nem posso amar a vida, os seres e a terra.

A 7 coisa mais estúpida ora deixa ca ver...(lembro q o post é um reflexo de alguém e de uma conversa de ontem)... TOU A PENSAR... por ordem mesmo... aah! já sei! É ter a mania que tenho de tomar conta do "rebanho"...acho...