segunda-feira, junho 25

Porque eu??? Hei?!!

Sábado, conforme prometido, fui ao Arraial Pride!

- Ahh, não tinhas mais nada que fazer? - perguntam vocês.
- Sim... por acaso aqui a Bebé até tinha, mas deu-me para esse lado.
Quer dizer, para os lados do Terreiro do Paço!

O que eu tenho a dizer sobre a festa é pouco... muita gente, muita buida, tudo a bueber, cromos à fartazana e claro alguns "incidentes".

Por razões que desconheço, comprova-se que tenho a sina de tudo o que mexe a álcool vir ter comigo.

Ora me abraçam e lá 'tou eu a dar free hugs fora de serviço, ora me espetam 2 beijos e começam a falar comigo como se fosse intima lá de casa, ora desatam a falar em estrangeiro...

Sei que é sempre assim... logo sou menina para responder a tudo e a todas as solicitações, sempre ponho em pratica o meu magnifico espanhol, italiano e o que vier à baila...

Agora pergunto:
- Mas será que tenho um lampião na testa e os cromos vêem todos ter comigo?
- Sou uma cromo-atractiva?

Devo ser... e ainda por cima não sei explicar racionalmente o fenómeno.
Espiritualmente talvez... deve ser por ter esta carinha de anjo, só pode!
Mas bolas, sábado à noite não tinha as asas postas!

Bem, eu até gramei o ambiente e a música e tal... em particular de uma música que passou que chamava pela Palmira (ou Palmilha que eu não ouço bem)... e depois de muito Palmira Palmira lá consegui aproximar-me das luzes e lá estava ela a Palmira a dançar frenética em cima do palco!

A gaja era magrita e tal... tipo tábua de passar a ferro e parecia uma enguia a torcer-se em desespero. A mana da Palmira foi lá dar uma ajuda... penso que a moça tinha problemas com o tamanho das mamas... pois a mana não deixou de a incentivar e até a massajou!

Usou aquela técnica de massaja filha massaja que elas crescem!
E fizeram uma roda e tudo... só não percebi uma coisinha, eram manas e roçavam-se muito porque? Seria chatos?

A Senhora da Realeza que estava comigo ficou convencida que eram dois gajos a fazerem-se passar por gajas... eu não acreditei... alias nem posso acreditar... atão tanta gaja no recinto e tinham que mandar logo duas elas que era eles, ainda por cima escanzeladas, sem beiços pintados, nada pestanudas, nada de silicone, para cima do palco???

Nãn... a organização não faria semelhante coisa.

O desinteresse era tanto, que apanhei a Realeza ao meu lado a olhar perdida para o espaço.

- Mas a senhora está a olhar para onde?
- Ora, estou a ver o buraco do Arco!
- Tanta gaja a bambalear-se e a senhora perde-se a olhar o Arco da Rua Augusta???
- Nunca tinha olhado bem para a coisa...
- Sabe que mais, temos que sair daqui.
- Mau, agora que estava a ver uma coisa interessante e que arranjamos este cantinho...
- Temos que sair daqui...
- Mas porque???
- Você não sente nada?
- Eu? Eu não!
- Aiii... sinto a música a subir pelas pernas acima e tá-me a fazer vibrações na paxaxa...

Sou sensível aquelas músicas do tum tum tum - pensei.

Afinal não! Era porque estava em cima de uns tubos e a coisa ressoava-me pelas entranhas, preciso sempre de poiso que me eleve as vistas...

Mas atenção! Não sou nenhuma das mocinhas que lá estava, aquelas de 90 cm já contando com os saltos altos.

Não deve haver nada mais triste e discriminatório na vida que ser lésbica e anãzinha!

Eu bem "li" os comentários que passavam pelas cabeças das pessoas gays armadas em grandes...

Ok, admito... também brinquei um cadinho... mas só um cadinho... não disse mais que 3 ou 4 piadas... e terminei com aquela do 69 ... qualquer tentativa de 6 9 com uma menina daquelas virara 6 4,5 e só tinha acesso a ver se nos últimos tempos tinha ido tratar dos cascos à manicura.

Por outro lado, começo a perceber que a pessoa que é gay, não tem ainda acesso a direitos básicos essenciais... escusam de andar a marchar avenida abaixo a pedir direito ao casamento quando o direito a mijar em quantidade e qualidade não está ainda salvaguardado!

Todas as festas de tenho ido, as organizações são quase de certeza anti-mictórias gays!

A Lesboa e esta do Arraial Pride, tem a facilidade de não prever que quem bebe muito também mija muito, logo as caixinhas de taparuere postas no recinto devem estar na proporção de uma caixinha para cada 100 gays/lésbicas!

Estes 100 devem ainda sofrer do nariz e ter a capacidade de não conseguir registar nenhum tipo de cheiro nauseabundo - é condição essencial para se ser gay em Portugal, acho eu.

Vai daí que a bicha dava a volta ao cavalo do D. José. Muita bicha portanto no Terreiro do Paço... não se deve dizer fila que é considerado discriminatório.

Ah e papel higiénico ninguém se lembra nunca de pedir patrocínio à Renova!

Tá mal... digo eu! Por estas e por outras é que eu advogo que as festas gays tem que ser realizadas na Tapada de Mafra. Porra pa'isto que ninguém me ouve!

Pronto, tirando isto não estou a ver mais nada...

Vou às couves que tenho lagartas a escaqueirarem-me o quintal todo!

5 comentários:

AcidoCloridrix disse...

Convido-te a votar nas ????? maravilhas do sexo, aqui: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/06/as-maravilhas-do-sexo.html
Obrigado,,,, HCL

Mar da Lua disse...

More...morinho...atrás da barraquinha fui fazer um xixizinho!
More...morico....no próximo arraial juro que levo o penico!
More...More mai lindo...antes que diga mais bacoradas...vou indo!
LOL!!!

Insaciável disse...

LOL

Aquilo devia estar mesmo confuso, pah...

Beijos

Viz disse...

lolol G.,
aquí, moi a je, tb estava enfrascated, não será que alguem te perguntou: "desculpa, és lésbica?" (era eu....) lololol
bjkas com hiks

Garamond disse...

Mar da Lua... pró ano levo camera video... vou querer gravar um xixi qualquer atrás da barraquinha dos kiss! LOL

Insáciavel, devias ter ido! Para a próxima convido-te!

Viz... já passaste o cheque? Anda uma pessoa a defender-te perante o fogareiro e tu nada! Nãnnn não foste tu que perguntaste isso..

Bjs

Gar