quarta-feira, julho 6

quase quase...ser

qua...ser Posted by Picasa
Sou um quase quaser
A pulsar de tensão atomizado,
No movimento perpetuo
Magnetos perfeitos
Desses teus olhos de carvão.

Sou tão quase força,
Perpendicular, massa e razão
Graviticamente perdida
Que na tua mão estendida acelero-me
Como corpúsculo ou vadio electrão.

Num gesto concertado a tua boca conspira,
Suspira, aspira e sugando-me no beijo adiado
Faz de mim um quase quaser brilhantemente desesperado.
Gar

1 comentário:

7 disse...

Zibl:

Botânica NAO!

entendidas?